Publicado em 8 de Março de 2014 14:18

Suspensas buscas do avião da Malaysia Airlines

Avião desaparecido

Foram suspensas operações de busca do avião da Malaysia Airlines desaparecido no Golfo da Tailândia. Eventual queda pode ter sido causada por um atentado


As equipas de resgate suspenderam até domingo a busca aérea do avião da Malaysia Airlines, que desapareceu hoje com 239 pessoas a bordo quando sobrevoava o Golfo da Tailândia, ao sul do Vietname, informou a transportadora.

A medida foi adotada ao cair da noite na região, cerca de 17 horas depois de a torre de controlo de Subang ter perdido o contacto com o Boeing 777-200 que fazia o voo MH3700, que saiu de Kuala Lumpur às 00:41 (16:41 de sexta-feira em Lisboa) e que deveria chegar a Pequim, na China, seis horas mais tarde.

“Uma missão internacional de busca e resgate foi mobilizada esta manhã. Por esta altura, as nossas equipas de resgate da Malásia, de Singapura e do Vietname não conseguiram encontrar nenhum vestígio do avião”, afirmou a Malaysia Airlines no último comunicado, noticiado pela AFP, em que refere ainda que “a missão marítima vai continuar, apesar de a missão aérea ser retomada só ao amanhecer”.

Eventual queda pode ter sido causada por um atentado

Uma série de factores estão a alimentar essa especulação, incluindo a divulgação por parte da China de uma lista de passageiros em que dois dos nomes dos cidadãos chineses estão apagados. A imprensa chinesa especula que esse facto indica que se trata de pessoas suspeitas que poderiam ser identificadas pelo nome.

A ter sido uma incidente causado por terroristas chineses as suspeitas recaem sobre separatistas de etnia uighur. Os uighur são muçulmanos e queixam-se de discriminação e opressão por parte da China. Caso houvesse uighures a bordo os seus nomes seriam identificáveis pelas autoridades chineses, o que poderá explicar o facto de terem sido apagados do registo de passageiros publicado pelas autoridades.

Deixe o seu comentário

Música | Entretenimento